RSS

Artigos

O que é virtualização?

Postado em 26/12/2011 às 11:47 em Tecnologia

Vi esse artigo no Criarweb.com e achei super interessante... Foi escrito para pessoas não técnicas, explicando com palavras muito simples, o conceito de virtualização.
Boa leitura.
Silvia Pires

 


Outro dia fui consultado por um amigo que queria entender o que é a virtualização e por que está tão na moda hoje em dia. Isso me motivou a escrever este artigo, pois realmente é um conceito interessante e, embora já o tenhamos tratado em Criarweb.com rapidamente em diversos artigos, não temos uma descrição específica que sirva de referencia para resolver esta consulta

Realmente, a Wikipedia também oferece várias notas interessantes sobre o tema da virtualização, e por isso não creio conveniente me repetir apontando as mesmas coisas que outras pessoas já disseram.Assim o que vou fazer é tentar explicá-lo de uma maneira mais simples, para que possa ser assimilado por pessoas sem conhecimentos técnicos.

Em resumo, assim rapidamente, a virtualização que é um processo pelo qual podem ser criados vários sistemas operativos independentes executando-se na mesma máquina. Você poderá entendê-lo com este exemplo:

Pense em seu computador. Tem um sistema operativo, que pode ser Windows, Linux, OS X ou qualquer outro. Todos os computadores dispõem de um sistema operativo e não é mais que um programa que controla seus componentes, como podem ser os discos rígidos, DVD e outras unidades de armazenamento, a placa de vídeo, a de som, etc. O sistema operativo atua como ponte entre os programas de seu ordenador (Word, Excel, Photoshop, Internet Explorer, Thunderbird, etc.) e os componentes mencionados, criando um entorno onde os designers desses programas não tenham que se preocupar sobre como está organizado um disco rígido como fazer que apareçam imagens em seu monitor através da placa de vídeo.

Agora pense em outro programa que funciona sobre seu sistema operativo, um tanto especial, pois não te oferece a típica aplicação de ofimática ou serviços de Internet, senão que é capaz de criar um entorno onde são executados outros programas, como se fosse um sistema operativo. Isso é a virtualização.

Assim, a virtualização é a criação de um entorno virtual onde você pode executar outros programas de maneira independente. Esses programas serão os mesmos que você executa normalmente no seu computador, mas funcionarão, digamos assim, em uma réplica de um sistema operativo. Portanto, se você entendeu o que era um sistema operativo, poderá entender que a virtualização é um programa que oferece o suporte para instalar outros sistemas operativos sobre sua mesma máquina, que funcionarão de maneira encapsulada dentro desse entorno virtual.

Para nos familiarizarmos com a nomenclatura habitual nestes assuntos, se chama sistema físico ao sistema operativo ou computador real e sistema virtual àqueles que se executam como virtualização sobre o sistema físico. De modo que poderíamos ter vários sistemas virtuais sendo executados sobre um único sistema físico.

Usos da virtualização

Na prática, a virtualização serve para diversas situações, graças às suas enormes possibilidades. A continuação, você poderá ver vários exemplos.

Executar sistemas operativos diferentes ao seu: Os usuários de sistemas operativos às vezes necessitam executar programas criados para outros sistemas operativos. Por exemplo, os usuários de Linux às vezes têm necessidade de colocar em marcha um programa como Photoshop, que não existe nesse sistema. Pois bem, com programas como Wine você poderia conseguir ter um Windows funcionando sobre Linux. Existem outros softwares de virtualização similares para Linux,de modo que os usuários desse sistema operativo já não terão problemas se necessitarem colocar em marcha qualquer programa que necessitem e que só funcione em Windows.

Do mesmo modo, usuários do sistema operativo de Mac OS X, também têm programas para fazer virtualização e poder executar programas do sistema operativo Windows, por exemplo, em sua máquina. Um exemplo disso é VirtualBox, que permitiria instalar e correr um sistema Windows sobre um Mac, mas também outros sistemas operativos.

 

Nota: Em teoria com este programa você pode executar qualquer sistema operativo sobre qualquer outro sistema. VirtualBox permite fazer virtualização em diferentes sistemas anfitrião (host em inglês), como Windows ou Linux, à parte do próprio OS X.

Executar aplicações críticas em entornos seguros:
Outro dos usos interessantes da virtualização é a possibilidade de executar certo tipo de aplicações com características inseguras em entornos seguros. Dito de outro modo, a virtualização é capaz de gerar um entorno onde se pode executar malware sem padecer maiores problemas. Graças a trabalhar em um entorno virtual, as pessoas que se dedicam a analisar softwares maliciosos podem facilmente voltar a um estado anterior do sistema operativo e, apesar de terem sido infectados, recuperar sem esforço o estado limpo do sistema.

O problema aqui é que cada vez é mais frequente que os próprios malware detectem diversos parâmetros se o entorno onde estão sendo executados está virtualizado, para não realizar ação alguma nesse caso. Nesses casos e de curiosidade, comento que as pessoas que analisam o malware têm que recorrer a sistemas de virtualização menos conhecidos ou diretamente à execução dos programas maliciosos em máquinas físicas.

Alojamento web em servidores virtuais:
Outro dos marcos nos que encontramos habitualmente usos da virtualização é nas empresas de hosting. Eles têm pacotes de alojamento que se costumam chamar “servidores virtuais”, também conhecidos com as siglas VPS (Virtual Private Server), que funcionam como se fossem servidores independentes ou dedicados, mas onde na realidade são executados vários servidores na mesma máquina. Isto tem a vantagem de baratear custos (pois de uma máquina física são obtidos vários servidores virtuais), junto com algumas possibilidades de configuração bastante mais versáteis que os alojamentos compartilhados tradicionais.

Virtualização em Cloud Computing:
A virtualização é um dos fundamentos nos que se baseia o Cloud Computing. Neste modelo de trabalho não dispomos de um servidor, mas sim que se virtualizam todos os recursos necessários para que nossa plataforma funcione. Na nuvem podemos estar utilizando os recursos de uma máquina, ou de 1000 e realmente não temos por que sabê-lo, nem nos temos que preocupar. Os sistemas se encontram virtualizados, de modo que se podem escalar em função da demanda e sem nenhum custo operacional. Seria un poco longo para explicar este novo conceito e para isso seria melhor ler o artigo O que é Cloud Computing.

Conclusão

A virtualização é uma ferramenta útil tanto para os usuários comuns como para as pequenas e grandes corporações. Não é que esteja na moda agora particularmente, posto que já faz muitos anos que existem diversos programas que nos ajudam a virtualizar sistemas operativos. Porém, graças aos servidores virtuais e ao Cloud Computing hoje estão mais na boca de todos.

Esta foi uma simples introdução à virtualização, conceito que realmente tem muitas outras coisas que vale a pena conhecer, se é que nos interessa ampliar a informação. De novo, recomendo a leitura do artigo da Wikipedia sobre virtualização. Não obstante, esperamos que por meio deste texto tenhamos podido resolver as dúvidas mais fundamentais das pessoas pouco técnicas.

Miguel Angel Alvarez - Tradução de Celeste Veiga
Solicite uma visita: +55 (12) 3322-4581
Copyright @ 2002 - Todos os direitos reservados